quarta-feira, 8 de julho de 2009

Outras luzes

"A tua estrada pode estar perfeita e brilhante;
falta-lhe a lama dos humildes caminhos
noturnos por onde ainda não passastes."

Rubem Braga
Foto da web s/ autor

Não é da luz que entra
pelo vão da janela, que eu preciso.
Com ela só posso ver o exterior.
Muito pouco, para quem necessita
ver a alma!
Preciso de outras luzes.
Claras, imensas,
que provoquem uma
quase 'cegueira momentânea'.
Luzes que me façam olhar
só para dentro.
Que iluminem minha alma!


S
em isso, fico vagando sem destino,
sem saber quem sou,
sentindo apenas solidão e tristeza.
Preciso do ar que as emoções me trazem.
Respiro através delas!

Sei que é longo e árduo o caminho.
E preciso de toda doçura que encontrar.
Sei, acima de tudo, que navegamos com destino ignorado.
Não sabemos aonde atracar
ou de que longínquos mares viemos.
Não conhecemos o próximo cais.
Preciso da ternura dos ventos, da mansidão das ondas.
Minha frágil embarcação, sucumbe
diante de grandes tempestades.

E preciso de um porto para poder, de vez em quando,
amarrar meu imenso cansaço e aflição.

Porque navego sempre, segurando a alma pela mão!


10 comentários:

  1. Maravilhoso...

    Te abraço comovido amiga querida.

    ResponderExcluir
  2. Meu tão querido Quinan, que
    navega comigo em águas profundas...

    Beijo carinhoso, amigo!

    ResponderExcluir
  3. Bella tu escritura y sensibilidad. Profunda y honesta... una vida sin estas emociones seguramente sería un transitar monótono. Me encanta tu poesía, tu alma.
    bella Jac, sos una maravilla, una hermosa criatura, llena de vida y espiritu profundo. siempre te visito y me recreo vitalmente

    ResponderExcluir
  4. Sei que não são só belas palavras, querido Roberto.
    Conheço sua alma e a visito!
    E respondo como se pudesse, dessa forma,
    dizer - venha sempre me ver, venha
    trazer emoção, ar para eu respirar!

    ResponderExcluir
  5. Esta tua viagem se dará segura, com destino certo e muita paz. Esta luz de que precisas, chegará com a força de que necessitas. Porque tu és especial.

    ResponderExcluir
  6. Oh, Rangel, que os céus lhe ouçam!
    E que essa luz chegue para todos nós!
    Obrigada por seu carinho!

    ResponderExcluir
  7. ô suspiro...

    só agora tive tempo de passar para visitar os amigos.... fica um beijo.. no meio de tanat tempestade, vento e nevoeiro

    everton

    ResponderExcluir
  8. Everton...em meio de tanto nevoeiro,
    vento e tempestade, você veio.
    Logo o inverno vai passar!

    ResponderExcluir
  9. de passagem por aqui, resolvi manifestar minha alegria em conhecer teu espaço. Aos poucos vou te conhecendo...

    ResponderExcluir
  10. Eu já te conheço, Rodrigo!
    Conheço tuas palavras, teus sentimentos,
    tua emoção, tua linda poesia!!

    ResponderExcluir